ELAS11, o ETF das empresas com representatividade feminina

ELAS11 é um ETF para os investidores que querem investir na representatividade feminina nas empresas. Clique e entenda mais sobre esse ativo.

ELAS11

13 de agosto de 2023

Ícone de Compartilhamento

A diversidade e a igualdade de gênero nas empresas são fatores que, cada vez mais, ganham destaque no cenário corporativo. E um ativo que busca refletir essa tendência no mercado de ações é o ETF Safra Mulheres na Liderança, codificado na BM&F Bovespa como ELAS11. Este Exchange Traded Fund (ETF), introduzido no mercado em 07 de março de 2022, propõe uma abordagem pioneira e estratégica de investimento, centrando-se em corporações brasileiras listadas em bolsa que demonstram uma forte representação feminina em seus órgãos de governança.

O ELAS11 replica a performance do Índice Teva Mulheres na Liderança, um indicador que mede a presença feminina nos níveis executivos das empresas de capital aberto brasileiras, englobando uma estimativa de 8.000 posições. Este ETF se destaca por abarcar, em sua carteira, as 50% de empresas com as maiores pontuações neste índice, atualizando a composição trimestralmente para refletir sempre as organizações que evidenciam maior igualdade de gênero em suas estruturas de liderança.

Investir no ELAS11 representa, portanto, uma oportunidade de diversificar sua carteira com uma estratégia baseada na equidade de gênero. Além disso, este fundo oferece liquidez, pois suas cotas são negociadas como ações na bolsa de valores, permitindo a compra e venda no prazo de D+2. Outra vantagem é sua taxa de administração competitiva, que é, em geral, inferior àquelas de fundos de investimento tradicionais.

Vale salientar que o ELAS11, de forma semelhante a outros investimentos, apresenta riscos inerentes. É, portanto, crucial para potenciais investidores estar ciente desses riscos e buscar informações completas antes de decidir investir no fundo. Entre os ativos que compõem a carteira do fundo, destacam-se empresas como Vale (VALE3), Petrobras (PETR3), Ambev (ABEV3), WEG (WEGE3), B3 (B3SA3), e Equatorial Energia (EQTL3).

Entendendo o ELAS11

O Safra ETF Mulheres na Liderança, ou ELAS11, é uma iniciativa única no mercado financeiro brasileiro, buscando destacar a importância da representatividade feminina nos órgãos de governança das empresas.

  • O ELAS11 é um ETF, ou fundo de índice, cuja proposta é replicar a performance do Índice Teva Mulheres na Liderança.
  • Esse índice avalia a presença feminina nas empresas brasileiras de capital aberto, abrangendo cerca de 8.000 posições.
  • A carteira do fundo é composta por 50% das empresas com maior pontuação neste índice.

Por que investir no ELAS11?

Há várias razões pelas quais os investidores podem se interessar pelo ELAS11.

Diversidade

Com uma única aplicação, é possível acessar uma carteira de empresas com maior igualdade de gênero nos conselhos e cargos de governança.

Custo baixo

A taxa de administração do fundo é competitiva, principalmente quando comparada àquelas de fundos de investimento tradicionais.

Liquidez

As cotas do fundo são negociadas na bolsa de valores como ações, permitindo comprar e vender cotas do ETF de forma prática e rápida.

Quem pode investir?

O ELAS11 é um fundo acessível a uma ampla gama de investidores:

  • É destinado a pessoas físicas, pessoas jurídicas e fundos de investimento autorizados a adquirir cotas do fundo.
  • O fundo busca rentabilidade compatível com o objetivo do fundo, como descrito em sua política de investimento e composição de carteira.

Principais Ativos da Carteira

A carteira do ELAS11 é composta por ações de empresas com forte representatividade feminina. Entre os principais ativos estão:

  • Vale (VALE3)
  • Petrobras (PETR3)
  • Ambev (ABEV3)
  • WEG (WEGE3)
  • B3 (B3SA3)
  • Equatorial Energia (EQTL3)

Em resumo, o ELAS11 representa uma oportunidade de investimento única, voltada para a valorização da representatividade feminina no ambiente corporativo brasileiro.

Análise do Investimento

Investir em fundos de índice, como o ELAS11, tem a vantagem de oferecer uma ampla diversificação, uma vez que você está, essencialmente, investindo em uma seleção diversificada de ações simultaneamente. Isso pode minimizar o risco, comparado a investir em uma única ação.

Ademais, o ELAS11 se baseia em uma estratégia de investimento temático focada na equidade de gênero, um tópico que tem ganhado atenção crescente nos últimos anos. Estudos já demonstraram que há correlação entre a diversidade de gênero na liderança das organizações e à performance de uma ação no médio longo prazo. Assim, do ponto de vista da rentabilidade, o fundo pode oferecer bom potencial de retorno aos seus investidores.

Riscos Atrelados ao ELAS11

No entanto, como com qualquer investimento em ações, o ELAS11 não está isento de riscos. O desempenho do fundo depende diretamente do desempenho das empresas que compõem sua carteira, o que, por sua vez, pode ser influenciado por uma variedade de fatores macro e microeconômicos.

  • O fundo pode ser afetado por flutuações no mercado acionário, eventos corporativos das empresas que compõem o índice, variações cambiais, entre outros.
  • Outro risco relevante é o de liquidez. Embora o ELAS11 seja negociado na bolsa, como uma ação, em momentos de alta volatilidade ou falta de compradores e vendedores, pode ser difícil negociar as cotas do fundo.

Recomendações

Antes de decidir investir no ELAS11, é essencial considerar alguns pontos:

  • Avalie sua tolerância ao risco: O ELAS11, como qualquer investimento em ações, tem riscos. Você deve considerar se está disposto e pode arcar com possíveis perdas.
  • Diversifique sua carteira: O ELAS11 pode ser uma excelente adição à sua carteira de investimentos, mas não deve ser o único tipo de investimento que você possui.
  • Faça sua pesquisa: Entender as empresas que compõem a carteira do fundo e o índice que ele replica pode ajudar a tomar uma decisão de investimento mais informada.

Lembre-se, é sempre recomendado procurar o conselho de um profissional de investimentos ou realizar sua própria pesquisa antes de tomar uma decisão de investimento. O ELAS11 pode ser uma adição valiosa à sua carteira, mas, como com qualquer investimento, é essencial entender completamente o que você está comprando antes de investir.

Conclusão

Para concluir, o Safra ETF Mulheres na Liderança, ou ELAS11, é uma inovação no mercado financeiro que destaca o importante papel da representatividade feminina nos altos escalões do mundo corporativo. Este fundo de índice proporciona aos investidores a oportunidade de contribuir para a equidade de gênero, enquanto diversifica seu portfólio com ações de empresas que estão se destacando nessa área.

Entretanto, como qualquer outro investimento, é crucial que os investidores entendam plenamente o produto financeiro no qual estão investindo. A participação no ELAS11 apresenta riscos, incluindo a possibilidade de perda de capital, que deve ser considerada cuidadosamente.

O ELAS11 se destaca como uma opção para aqueles que procuram investir de acordo com seus valores, promovendo a diversidade de gênero, e acreditam no potencial das empresas que estão liderando o caminho neste aspecto. É uma opção de investimento que vale a pena considerar, desde que alinhada ao perfil e aos objetivos do investidor.

Lembre-se sempre de procurar aconselhamento de profissionais de investimento ou realizar sua própria pesquisa antes de tomar uma decisão de investimento. Assim, você pode assegurar que seu portfólio de investimentos esteja alinhado com seus objetivos financeiros e sua tolerância ao risco.

Caso queira aprender mais sobre ETFs, conheça o QETH11, o ETF da Ethereum.

O que você achou deste artigo?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Compartilhe:

Tags: